terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Água

A água, sendo um líquido indispensável e vital para a nossa saúde, beleza e principalmente sobrevivência, é a substância mais abundante no corpo humano, e mesmo não contendo nenhuma caloria, sem ela nosso corpo não poderia continuar funcionando. A água é tão importante para o nosso corpo que uma perda de 20% dela pode levar a morte e uma perda de 10% causar distúrbios graves, pois é ela quem desempenha o papel mais importante em quase todas as funções do corpo humano.

O corpo faz uso dela para a digestão, para a absorção e para o transporte de nutrientes, servindo de meio para uma série de processos químicos e para o papel de solvente para os resíduos do corpo e também os dilui para reduzir sua toxicidade, ajudando no processo de excreção do corpo. Ela também é fundamental para manter estável nossa temperatura corpórea e fornece também a base para o sangue e todas as secreções líquidas, como lágrimas, saliva, sucos gástricos que lubrificam os diversos órgãos e juntas. O que muita gente não sabe é que a água é um grande aliado da beleza onde o resultado da ingestão insuficiente é visível, como pele seca, cabelos fracos, problemas intestinais e outros mais graves como cálculos renais e hipertensão.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Importância da Água para os seres humanos

Importância da água doce para os seres humanos, principais usos da água em nossas vidas, uso racional e inteligente.

Antes de tudo é sempre bom lembrar que sem água não haveria vida em nosso planeta. Ela é de extrema importância para a vida de todos os seres vivos que habitam a Terra. Embora este recurso seja encontrado em abundância em nosso planeta (cerca de 70% da superfície é composto por água), somente 4% da água é doce, ou seja, própria para o consumo. Levando em conta que a população mundial atual é de sete bilhões de habitantes e continua crescendo, é de fundamental importância que o ser humano busque formas de usar a água de forma racional e inteligente. Economizar água para que não falte no futuro é o grande desafio ambiental neste início de milênio.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

A importância da Água

Você sabia que "Um adulto deve consumir 2 litros e 400 ml de água, ao longo do dia, para se hidratar e tornar o sangue mais fluídico?"

Fora isso temos maneiras bem simples de se auxiliar na prevenção da trombose:

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

VOCÊ SABIA QUE A SUA ALIMENTAÇÃO PODE SER MUITO IMPORTANTE PARA A PREVENÇÃO DA TROMBOSE?

Substância presente em frutas e vegetais pode ajudar a prevenir e tratar a trombose.

Em pesquisa feita com modelos animais, a rutina, um tipo de flavonoide, bloqueou proteína associada ao surgimento de coágulos sanguíneos.

Um novo estudo sugere que um tipo de flavonoide, composto com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, é capaz de prevenir a formação de coágulos de sangue em pacientes com trombose. Trata-se da rutina, que é comumente encontrada em frutas, vegetais e chás, além de suplementos dietéticos. O estudo, que foi publicado nesta terça-feira no periódico Journal of Clinical Investigation, pode, além de ajudar a desenvolver novos tratamentos para trombose, contribuir para entender como os flavonoides podem prevenir outros problemas, como acidente vascular cerebral (AVC) e ataque cardíaco.

No estudo, pesquisadores do Centro Médico Beth Israel, hospital ligado à Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, realizaram experiências em modelos animais com trombose. Eles observaram a ação de uma proteína chamada dissulfeto isomerase, que está presente em todas as células do organismo. Um trabalho feito anteriormente associou a inibição de sua atividade ao bloqueio da trombose em camundongos, tornando a proteína um importante alvo na busca pelo tratamento da doença.

Após analisarem a ação de mais de 5.000 compostos em animais com trombose, eles observaram que a rutina foi aquele que se mostrou mais eficaz nessa tarefa.. Alimentos como maçã, frutas cítricas e cebola, entre outras frutas, legumes e também chás podem ser fontes do flavonoide.


Fonte: Journal of Clinical Investigation

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Estudos que comparam os tratamentos da trombose esclarecem o risco de recidiva em grupos com alto risco - Parte 4

Este texto foi dividido em 4 partes e é um conjunto de trabalhos apresentados em um grande congresso interacional

Para compreender melhor a evolução natural dos coágulos sanguíneos e os possíveis resultados de tratamento em pacientes com câncer, os investigadores reuniram dados sobre 926 pacientes com câncer e EPI de 11 estudos de observação e registros em andamento. O objetivo principal do estudo foi comparar o risco de recidiva do coágulo, hemorragia maior e morte em pacientes com câncer e EPI que tinham recebido tratamento anticoagulante em comparação com os que não o tinham recebido. Depois de uma análise completa dos dados, os investigadores observaram que o risco de que se apresentasse um trombo subsequente aumentava para quase duas vezes em pacientes com câncer e EPI que não recebiam tratamento anticoagulante contínuo (12%), em comparação com os que tinham recebido tratamento com heparinas de baixo peso molecular (LMWH; 6,2%) ou antagonistas da vitamina K (VKA; 6,4%). Apresentaram-se complicações hemorrágicas importantes com mais frequência nos que receberam VKA (13%) que nos que receberam LMWH (3,9%). A mortalidade a seis meses foi mais alta nos pacientes não tratados (47%) que nos tratados com LMWH (47%) e VKA (28%). Estes achados indicam que o tratamento anticoagulante depois do EPI pode reduzir o risco de recidiva de trombose em pacientes com câncer.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Estudos que comparam os tratamentos da trombose esclarecem o risco de recidiva em grupos com alto risco - Parte 3

Estudos que comparam os tratamentos da trombose esclarecem o risco de recidiva em grupos com alto risco - Parte 3
Este texto foi dividido em 4 partes, e é um conjunto de trabalhos apresentados em um grande congresso interacional

A heparina de baixo peso molecular é mais eficaz que a varfarina para prevenir a recidiva de trombose em pacientes com câncer, é o que demonstra novos trabalhos.

O tromboembolismo venoso (TEV) apresenta um problema importante em pacientes com câncer e seus médicos. O TEV compreende trombose de veias profundas, um coágulo sanguíneo que se forma em uma veia maior da perna ou nos braços, a pelve ou outras veias de grande calibre do corpo, bem como embolia pulmonar, um transtorno potencialmente mortal que ocorre quando o coágulo se rompe e se desagrada para os pulmões. Apesar de que as diretrizes atuais de exercício clínico recomendam a utilização de heparinas de baixo peso molecular (LMWH) em vez de varfarina para reduzir este risco, as recomendações estão baseadas em grande parte em um só estudo. Dada a falta de estudos de confirmação ou estudos que incluam diferentes medicamentos, a varfarina continua sendo um tratamento anticoagulante de uso comum em pacientes com câncer.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Tratamento de Tromboembolismo Venoso

SAIBA MAIS SOBRE O TRATAMENTO DO TROMBOEMBOLISMO VENOSO – O QUE OS AUTORES DESTE ESTUDO FALAM.


A trombose venosa profunda (TVP) é definida como um episódio de trombose, envolvendo as veias profundas dos membros inferiores. A TVP é freqüentemente acompanhada por embolia pulmonar (EP). Tromboembolismo venoso (TEV) é o termo empregado para designar ambas as eventualidades indistintamente. No presente artigo, oferecemos uma breve revisão dos conceitos atualmente preconizados para o tratamento do TEV.