quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Perguntas frequentes sobre Trombose e Embolia

Eu corro o risco de ter uma trombose ou embolia?

Sim. Se você está tomando anticoagulante oral, ele lhe foi receitado para prevenir esse risco.

Quais são os anticoagulantes?

Existem anticoagulantes de administração intravenosa (aplicados somente em pacientes internados), subcutânea ou oral. Alguns exemplos são:

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Perguntas e respostas: caminho e consequência de um trombo na circulação

Quando o sangue forma massas de coágulos dentro dos vasos, essas massas recebem o nome de “trombos”. Frequentemente os trombos são “friáveis”, ou seja, podem desprender pedaços na circulação sanguínea. Para onde esses pedaços ou “êmbolos” irão dependerá da localização do trombo e do acaso.

Imagine um trombo localizado numa veia da perna. Se um pedaço dele se desprender, o êmbolo vai acabar parando em um vaso do pulmão. Essa situação clínica, chamada EMBOLIA PULMONAR, pode ser muito perigosa, provocando, em geral, sintomas como dor no peito e falta de ar.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Estudo de caso: Atividade física aeróbica + de resistência muscular e a melhora da circulação

O efeito de um programa de exercício físico aeróbio combinado com exercícios de resistência muscular localizada na melhora da circulação sistêmica e local: um estudo de caso

A trombofilia, estado que predispõe à ocorrência de trombose, decorre da existência de alterações da hemostasia, podendo ser congênita ou adquirida. A deficiência de proteína S, que ocorre pela falta do co-fator para a proteína C, é uma alteração congênita que pode resultar em trombofilia. A reabilitação física, considerada uma terapêutica eficaz, tem seu papel definido na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

EFEITO DA ATIVIDADE FÍSICA APÓS A TROMBOSE VENOSA PROFUNDA RECENTE: UM ESTUDO DE COORTE.

OBJETIVO:

Para determinar se a atividade física aumentada 1 mês após a trombose venosa profunda (TVP), levou à piora dos sintomas e sinais venoso na 3 meses.

MÉTODOS:

Em um estudo multicêntrico de coorte prospectivo de pacientes com TVP aguda, foram utilizados questionários validados no início, 1 mês e 4 meses após a TVP para cada exposição, utilizando o Questionário Godin para medir a atividade física, o veines-QOL para medir a doença gravidade, e a síndrome pós-trombótica (PTS) escala para medir os sinais e sintomas geralmente atribuída a sequela de trombose venosa profunda.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Atividade física em pacientes com trombose venosa profunda

Um artigo publicado na revista Thrombosis Research realizou uma revisão sistemática sobre a prática de atividade física em pacientes com um episódio prévio ou agudo de trombose venosa profunda (TVP) da perna. Sete estudos randomizados e 2 prospectivos observacionais foram incluídos.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Fisioterapeuta recomenda ações para combater problemas circulatórios

A principal providência que devemos tomar para combater problemas circulatórios é dentro do possível seguir algumas recomendações:


  • Faça caminhadas regularmente;
  • Nas situações em que necessite permanecer sentado por muito tempo, procure movimentar os pés;
  • Quando estiver em pé parado, movimente-se;
  • Antes das viagens de longa distância, fale com seu médico sobre a possibilidade de usar alguma medicação preventiva;
  • Quando permanecer acamado, faça movimentos com os pés e as pernas;

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

OUTROS TIPOS DE TROMBOSE

Olá, pessoal!
Neste post apresentamos alguns tipos de trombose com resumos sobre cada um:

Trombose da veia Renal

A trombose da veia Renal é a obstrução da veia renal por um thrombus. Isto tende a conduzir à drenagem reduzida do rim. A terapia da Anticoagulação é o tratamento da escolha.

Trombose da Veia Jugular

A Trombose da Veia Jugular é uma circunstância que possa ocorrer devido à infecção, ao uso intravenoso da droga ou à malignidade. A Trombose da Veia Jugular pode ter uma lista de variação de complicações, incluindo: sepsia sistemática, embolismo pulmonar, e papilledema. Caracterizado por uma dor afiada no local da veia, é difícil diagnosticar, porque pode ocorrer aleatoriamente.